Cobra – Assembleia dia 19 de junho, às 10 horas

Os trabalhadores e trabalhadoras da Cobra Tecnologia estão em greve desde a zero hora de hoje (18/06), em protesto contra a intransigência da empresa na Campanha Salarial.

Reunidos hoje na porta da empresa, os funcionários deliberaram por aprovar proposta de uma trabalhadora, para que seja realizada nova assembleia amanhã, dia 19, às 10 horas, para que a categoria possa avaliar sugestão do ministro do Tribunal Superior do Trabalho de suspender a greve até quarta-feira, dia 20, quando haverá reunião bilateral entre a Fenadados e a Cobra, na sede do TST, com mediação do Ministro Renato Paiva, Vice-presidente daquele Tribunal.

Todos à assembleia!

Dia – 19 de junho de 2018

Horário – 10 horas

Local – Em frente à Cobra Tecnologia

PublicaÇÕes relacionadas

Comentário Fechado.

Cobra Tecnologia: empresa apresenta contraproposta

A 2ª Mesa de Negociação Salarial 2013/2014 com a Cobra Tecnologia foi realizada nesta quinta-feira (19/9), na sede do SINDPD-RJ. A reunião começou às 14hs e, representando os/as trabalhadores/as, estiveram presentes o SINDADOS-BA, SINDPD-CE, SINDPD-DF, SINDPD-PE, SINDPD-PR, SINDPD-SP e a FENADADOS.

Durante a reunião de negociação, a empresa finalizou a apresentação de sua proposta, oferecendo o IPCA como índice para a correção salarial. Também argumentou que esta buscando junto ao DEST o ganho real solicitado pelos/as trabalhadores/as, mas porém ainda não obteve uma resposta concreta do órgão.

A Coordenação da Campanha Salarial da Cobra Tecnologia fez duras críticas à empresa, por não ter buscado avanços no ACT 2013, e reforçou que sua proposta é basicamente a reedição do ACT em vigência. Lembrou que, apenas considerando lucro do 1º semestre/2013, a Cobra Tecnologia já teria recursos suficientes para promover a isonomia entre os/as trabalhadores/as novos/as e antigos/as – sejam administrativos ou da área técnica – concedendo, sem ônus, a cesta alimentação e plano de saúde para todos/as.

Negociação de cláusulas

A empresa apresentou suas propostas para as clausulas pendentes na reunião passada. Vejam as propostas:

Cláusula 50 – estabilidade no emprego para empregados transferidos com mudança de domicilio (acatada pela empresa);

Cláusula 57 – previdência complementar (a empresa negou a redação proposta pelos/as trabalhadores/as, argumentando que esta disposta a implantar a previdência complementar, e ficou de apresentar uma nova redação para a cláusula);

Cláusula 58 – PCS (a empresa rejeita a redação dos/as trabalhadores/as por entender que o novo PCS esta sendo elaborado por uma comissão paritária e que, após finalizado, encaminhara ao DEST para aprovação);

Cláusula 70 – Da representação dos trabalhadores no Conselho de Administração (acatada);

Cláusula 75 – protocolo de documento (a empresa acata com nova redação a ser proposta pela empresa).

Diante deste resultado, ficou decido que os sindicatos de base realizarão assembleias locais, entre os dias 23 a 26/9, para analisarem a proposta da empresa. Também ficou convocado o COMANDO NACIONAL DE CAMPANHA SALARIAL DA COBRA TECNOLOGIA para o dia 8/10, com objetivo de analisar o resultado das assembleias e definir os rumos das mobilizações nos estados.

Nova rodada de negociação foi agendada para o dia 7/10, às 14hs, na sede da empresa.

Fonte: Fenadados

PublicaÇÕes relacionadas

Comentário Fechado.